Faça um blogueiro feliz, comente!

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Era melhor pedir o divórcio


Um casamento normalmente é motivo de festa, ou seja, de celebração. Isso pelo menos é o que se espera. No filme “O Casamento de Rachael” a celebração do casamento é a coisa mais chata do mundo. Sendo assim o filme vai junto.

Dirigido por Jonathan Demme, o filme que tem Anne Hathaway como estrela é quase irritante, ela interpreta Kym, irmã de Rachael, que acaba de sair da reabilitação. A atriz, que fez o filme “O Diabo Veste Prada”, foi indicada ao Oscar 2009 de melhor atriz pelo seu papel. Diferente da crítica, não vi nada brilhante em sua interpretação. Até porque o filme em si atrapalha qualquer coisa. É um filme que se arrasta e dá sono ao telespectador.

A sinopse do filme: A festa de casamento de Rachel tem tudo para ser perfeita. Amigos e familiares reunidos numa bela cidade de Connecticut, num fim de semana repleto de comida, música e carinho. Mas quando Kim, a irmã mais nova de Rachel, chega após um longo período numa clínica de reabilitação, todos se preocupam. Com seu histórico de crises e conflitos familiares, Kim tem o dom de provocar grandes dramas em qualquer situação. Na festa, sua postura sarcástica faz reviver antigas feridas e transforma o casamento dos sonhos num campo de batalha.

Não posso recomendar o filme, mas estou aberto a outras opiniões. Afinal de contas todos podem falar o que pensam.

Um comentário:

Gisella disse...

hahahaa

será q eu dormi nesse filme? Será?